Internet das coisas: confira as principais tendências

Primeiro a internet passou dos computadores para os dispositivos móveis (smartphones, tablets) e depois outros objetos (carros, eletrodomésticos etc.) passaram a  transmitir dados através de sensores e softwares, possibilitando a troca de informações. Atualmente, a quantidade de objetos conectados a essa rede é superior a de pessoas e esse número será cada vez maior, assim como o volume de dados gerados por esses objetos.

Esse grande volume de dados — reconhecido como big data — pode fornecer informações de imenso valor para as empresas, auxiliando por exemplo em tomadas de decisões mais eficientes, que resultarão em mais vendas e redução de custos, aumentando a competitividade.

Você quer saber quais oportunidades a era dos objetos conectados pode oferecer para o seu negócio? Então, veja a seguir as principais tendências da internet das coisas.

Monitoramento constante

Da mesma forma que as empresas analisam o comportamento do seu público alvo através de sites de buscas e redes sociais atuais, elas começarão a monitorar os dispositivos inteligentes de seus clientes. As informações fornecidas por esses dispositivos permitirão compreender melhor o comportamento do seu público.

Atualmente, os parâmetros de comportamento do consumidor estabelecidos por pesquisas sofrem distorção causada pela visão que as pessoas têm de si mesmas e do seu consumo em comparação com a realidade.

Mas, através dos dados transmitidos pelos objetos inteligentes dos consumidores, as empresas terão informações mais precisas e fiéis sobre os hábitos do público-alvo de cada produto ou serviço.

Personalização

Ao compreender melhor o comportamento dos consumidores através dos dados, as empresas podem criar anúncios personalizados, sincronizados com o modo de vida de cada público alvo.

Através dessas informações, a empresa tem condições de saber qual produto oferecer para determinado tipo de cliente, economizando em recursos de marketing. Além disso, é possível também criar ações de remarketing de forma mais efetiva, aumentando a taxa de conversão.

Chatbots

Chatbots são programas (bots) que funcionam dentro de aplicações de mensagens (chat) e que o consumidor pode interagir durante o atendimento on-line.

Os serviços de chatbots baseados em inteligência artificial têm a capacidade de aprender com o tempo através do que a pessoa diz ou escreve, e também por meio de dados na internet.

Esses dados, incluindo aqueles gerados por dispositivos inteligentes, poderão ajudar os chatbots a aprender mais sobre o comportamento do usuário e engajar conversas mais personalizadas, além de resolverem solicitações de serviços de uma maneira simples e efetiva.

Manutenção preditiva

Máquinas inteligentes, equipadas com sensores e conectadas à internet, serão capazes de se comunicar umas com as outras e gerar uma quantidade imensa de dados, provendo informações até mesmo sobre o seu próprio estado de funcionamento.

Sistemas de autoaprendizagem instalados nessas máquinas poderão prever e reportar problemas antes mesmo que possam acontecer, possibilitando assim uma manutenção preventiva e garantindo um funcionamento melhor.

Ser capaz de extrair informações a partir desses dados gerados por máquinas e dispositivos inteligentes será essencial para que uma empresa possa ser mais estratégica, consiga prever situações, identifique novos mercados para explorar e se tornar mais competitiva.

Se você gostou deste artigo sobre internet das coisas, então veja como implementar estratégias que assegurem uma vantagem competitiva para sua empresa. Saiba mais!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Preencha o campo abaixo e receba direto em seu e-mail novidades do mercado para sair na frente dos seus concorrentes. 

Seu cadastro foi realizado com sucesso!