Internet das coisas: confira as principais tendências

Primeiro a internet passou dos computadores para os dispositivos móveis (smartphones, tablets) e depois outros objetos (carros, eletrodomésticos etc.) passaram a  transmitir dados através de sensores e softwares, possibilitando a troca de informações. Atualmente, a quantidade de objetos conectados a essa rede é superior a de pessoas e esse número será cada vez maior, assim como o volume de dados gerados por esses objetos.

Esse grande volume de dados — reconhecido como big data — pode fornecer informações de imenso valor para as empresas, auxiliando por exemplo em tomadas de decisões mais eficientes, que resultarão em mais vendas e redução de custos, aumentando a competitividade.

Você quer saber quais oportunidades a era dos objetos conectados pode oferecer para o seu negócio? Então, veja a seguir as principais tendências da internet das coisas.

Monitoramento constante

Da mesma forma que as empresas analisam o comportamento do seu público alvo através de sites de buscas e redes sociais atuais, elas começarão a monitorar os dispositivos inteligentes de seus clientes. As informações fornecidas por esses dispositivos permitirão compreender melhor o comportamento do seu público.

Atualmente, os parâmetros de comportamento do consumidor estabelecidos por pesquisas sofrem distorção causada pela visão que as pessoas têm de si mesmas e do seu consumo em comparação com a realidade.

Mas, através dos dados transmitidos pelos objetos inteligentes dos consumidores, as empresas terão informações mais precisas e fiéis sobre os hábitos do público-alvo de cada produto ou serviço.

Personalização

Ao compreender melhor o comportamento dos consumidores através dos dados, as empresas podem criar anúncios personalizados, sincronizados com o modo de vida de cada público alvo.

Através dessas informações, a empresa tem condições de saber qual produto oferecer para determinado tipo de cliente, economizando em recursos de marketing. Além disso, é possível também criar ações de remarketing de forma mais efetiva, aumentando a taxa de conversão.

Chatbots

Chatbots são programas (bots) que funcionam dentro de aplicações de mensagens (chat) e que o consumidor pode interagir durante o atendimento on-line.

Os serviços de chatbots baseados em inteligência artificial têm a capacidade de aprender com o tempo através do que a pessoa diz ou escreve, e também por meio de dados na internet.

Esses dados, incluindo aqueles gerados por dispositivos inteligentes, poderão ajudar os chatbots a aprender mais sobre o comportamento do usuário e engajar conversas mais personalizadas, além de resolverem solicitações de serviços de uma maneira simples e efetiva.

Manutenção preditiva

Máquinas inteligentes, equipadas com sensores e conectadas à internet, serão capazes de se comunicar umas com as outras e gerar uma quantidade imensa de dados, provendo informações até mesmo sobre o seu próprio estado de funcionamento.

Sistemas de autoaprendizagem instalados nessas máquinas poderão prever e reportar problemas antes mesmo que possam acontecer, possibilitando assim uma manutenção preventiva e garantindo um funcionamento melhor.

Ser capaz de extrair informações a partir desses dados gerados por máquinas e dispositivos inteligentes será essencial para que uma empresa possa ser mais estratégica, consiga prever situações, identifique novos mercados para explorar e se tornar mais competitiva.

Se você gostou deste artigo sobre internet das coisas, então veja como implementar estratégias que assegurem uma vantagem competitiva para sua empresa. Saiba mais!

 
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *