Big Data na indústria automobilística: quais seus benefícios?

A indústria automotiva continua a enfrentar uma crescente quantidade de desafios e pressões, como os custos, a concorrência, a globalização, as mudanças no mercado e a volatilidade que estão aumentando. Ao mesmo tempo, grandes dados e análises oferecem possibilidades que, antigamente, eram impensáveis ​​para enfrentar esses e muitos outros desafios que as montadoras enfrentam e é aí que entra o Big Data na indústria automobilística.

Os especialistas automotivos verificaram que o uso de Big Data traz possibilidades de análise de grandes volumes de dados e oferece à sua empresa o que você deve considerar ao tomar uma iniciativa voltada para analisá-los.

Essa estratégia não se refere apenas aos dados em si, mas também a um conjunto de tecnologias que capturam, armazenam, gerenciam e analisam coleções de dados grandes e variáveis para resolver problemas complexos.

Por isso, existem alguns benefícios que já estão sendo colocados em prática nas indústrias automobilísticas. Confira neste post alguns deles!

Carros conectados e informações mais precisas

Alguns carros já possuem tecnologia avançada com centenas de sensores e inúmeros computadores e processadores integrados. Com automóveis não conectados, no entanto, a maioria das informações é gerada ou armazenada localmente.

Esqueceu de trocar seu óleo ou um sensor de ar está funcionando mal? O fabricante do seu automóvel poderá informá-lo imediatamente e remotamente. Tem que responder a um e-mail importante, verificar o saldo bancário ou pagar algumas contas? Com apenas alguns outros avanços tecnológicos, você poderá fazê-lo a partir do conforto de seu próprio carro.

Para as empresas, um dos maiores benefícios para carros conectados será o gerenciamento de frotas. Muitas empresas têm que gerenciar centenas — ou mesmo milhares de automóveis — e, ao utilizar carros conectados e dados importantes, conseguirão manter um melhor controle e supervisão de suas frotas.

Carros autônomos

Os carros autônomos — como os autodirigidos do Google — utilizam uma grande variedade de tráfego e dados do ambiente para analisar constantemente sua posição no mundo.

Os automóveis estão equipados com uma infinidade de sensores para monitorar coisas como a posição, a proximidade de pedestres ou outros motoristas, guias de trânsito e sinais e muito mais.

Em qualquer momento, eles estão analisando incansavelmente seu entorno local e procurando sinais relevantes de que os freios precisam ser aplicados ou que eles precisam se preparar para a desaceleração.

À medida que esses veículos se tornarem convencionais, será necessário o uso de Big Data para lidar com os grandes volumes de dados que se tornarão cada vez mais importantes e eles precisarão acessar uma rede ou banco de dados maior para se comunicar uns com os outros sobre vários aspectos.

A utilização de Big Data na indústria automobilística envolve todo o potencial das grandes tecnologias de dados. A tecnologia digital moderna no setor automotivo já produziu alguns resultados impressionantes, como as oportunidades de negócios que são geradas por grandes dados e que incluem produtos conectados que utilizam sensores integrados para se comunicar.

Por fim, ainda existem algumas outras tendências de Big Data na indústria automobilística, como o acompanhamento de vendas e serviços de clientes que promove colaborações sem problemas entre empresas automotivas e as de alta tecnologia, como o Google.

Gostou do conteúdo desse post? Então entre em contato conosco e confira todas as soluções que oferecemos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Preencha o campo abaixo e receba direto em seu e-mail novidades do mercado para sair na frente dos seus concorrentes. 

Seu cadastro foi realizado com sucesso!