Inovação: o que impede você de levar para sua empresa?

Mais do que uma tendência, a inovação na empresa é um atributo que garante a competitividade. Não há mais como disputar o seu lugar no mercado sem apresentar produtos e serviços que sejam melhores ou diferentes dos tradicionais.

Assim, os gestores devem trabalhar as suas equipes para que a inovação seja uma realidade e faça parte do dia a dia da organização. No entanto, sabemos que, muitas vezes, os colaboradores mostram-se resistentes a mudanças, tornando difícil que essa cultura seja implementada.

Neste post, mostraremos os principais obstáculos para a inovação na empresa, e você entenderá como é possível contorná-los. Aproveite a leitura!

Falta de uma cultura da inovação

A maioria das empresas ainda não está preparada para a inovação, e isso reflete no comportamento de seus funcionários.

Por isso, é necessário analisar os motivos pelos quais os colaboradores podem parecer resistentes a mudanças.

Não há incentivo para a criação

O discurso da inovação, muitas vezes, não sai do papel, pois são necessárias grandes mudanças dentro das organizações. Assim, não há um incentivo para a atividade criativa, pois as falhas não são toleradas e não são permitidos testes com o consumidor.

Um ambiente assim é muito desfavorável para a inovação na empresa.

Não há tempo para testar ideias

Os gestores deixam claro para a equipe que é preciso inovar, mas não deixam tempo para que isso aconteça durante o expediente. Os colaboradores veem-se, então, dedicados somente aos afazeres diários, sem tempo para colocar em prática as ideias inovadoras que tiveram.

Pouca colaboração entre departamentos

Há empresas que criam um departamento de pesquisa e desenvolvimento (P&D), e assim está feito o investimento em inovação. O problema é que, na maior parte das vezes, a inovação pode muito bem partir de funcionários envolvidos diretamente nos processos diários da companhia.

Então, em vez de esses departamentos juntarem forças para um produto inovador, o que mais acontece é o fim do processo criativo, ali mesmo entre os gestores das áreas de produção. E isso ocorre porque esses gestores se preocupam muito mais com a padronização de procedimentos e produtos do que com o fomento da criatividade de seus colaboradores.

Não há quem gerencie o processo

Vemos, então, que a falta de uma liderança capaz de pinçar uma ideia inovadora em um departamento de produção para colocar em execução junto a um departamento de P&D é falha grave contra a inovação na empresa.

Ainda que se permita aos funcionários serem criativos, sem uma liderança que os oriente para os objetivos da empresa o processo criativo será pouco (ou nada) produtivo.

Estabelecimento da inovação

Para implantar a inovação na empresa, o trabalho é bem maior do que “criar a cultura” — o que, em si, já é bem trabalhoso.

É preciso deixar para trás muito da cultura antiga, que cria os problemas mencionados neste post, além de melhorar a comunicação entre departamentos, treinar as lideranças e os funcionários para esse novo momento e, ainda, investir em capacitação e tecnologia.

Se você quer se aprofundar mais no assunto, leia um texto sobre como o Business Intelligence pode se aliar à tecnologia para trazer bons resultados em inovação na sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Preencha o campo abaixo e receba direto em seu e-mail novidades do mercado para sair na frente dos seus concorrentes. 

Seu cadastro foi realizado com sucesso!