Descubra as 5 principais tendências de mercado para o e-commerce

As lojas virtuais estão crescendo constantemente. O público que opta por comprar pela internet é cada vez maior, pois não mais precisam perder tempo ao transitar pelos corredores das lojas e aguardar em filas para efetuar o pagamento. Hoje, praticamente tudo se vende pela web e nada fica por comprar, porém é preciso que os varejos se adaptem às novidades para que consigam permanecer ativos no mercado.

Conheça neste post 5 tendências de e-commerce e analise-as muito bem, pois elas serão importantes para o futuro. Boa leitura!

1. Mobile First

Essa tendência já é uma realidade palpável. Cada vez mais os usuários de smartphones efetuam compras no aparelho. Estimativas apontam que em 2020 as compras feitas por dispositivos móveis representarão cerca de 45% do total do e-commerce no mundo.

No Brasil, atualmente, muitas lojas eletrônicas já contam com sites responsivos — o que eleva os acessos por meio desses aparelhos.

2. Consumidores omnichannel

As diferenças entre compras online e offline já são quase nulas, pois os clientes estão adquirindo produtos via múltiplos canais constantemente. O consumidor pode pesquisar o produto no e-commerce, mas adquiri-lo na loja física, e vice-versa.

O cliente omnichannel é exatamente aquele que utiliza diversos canais que pertencem simultaneamente ao processo/experiência de compra.

Nesse sentido, a compra integra a visita à loja, o smartphone e a pesquisa sobre a mercadoria em outros canais. Portanto, podemos concluir que consumidores com esse perfil tendem a investir mais tempo para conhecer melhor as opções do mercado antes de se decidirem.

3. Personalização em tempo real

Com o avanço dos dados das plataformas de varejo, cada acesso à loja virtual será único, baseando-se nas preferências individuais coletadas nas visitas anteriores ao site.

Informações como tendências de mercado, localização geográfica, compras anteriores e demais interações com outras marcas servirão de base para recomendar produtos e sugestões de novas ferramentas/funcionalidades.

4. Novas formas de pagamento

A tecnologia também possibilitou o surgimento de novas modalidades de pagamento além das já tradicionais, agilizando o processo e contribuindo com a experiência de compra citada acima.

Um exemplo disso são as carteiras virtuais, que já vêm sendo utilizadas por grandes marcas do varejo online. Funciona assim: a plataforma coleta informações de cartões de crédito ou débito e o pagamento é ativado por meio de um mecanismo chamado Touch ID, que faz leitura biométrica, garantindo praticidade e agilidade no processo de aprovação das transações online. Dois exemplos muito eficientes disso são o Samsung Pay e o Apple Pay, que transformam os smartphones em cartões de crédito.

5. Entregas em pontos de coleta

Os e-commerces e as transportadoras descobriram benefícios em oferecer a entrega dos produtos em pontos de coleta além da convencional entrega em domicílio. Para o consumidor, o preço do frete diminui bastante ou fica até de graça. A comodidade certamente é menor do que receber em casa, mas pode ser um diferencial e tanto para aqueles que não querem pagar frete.

Há ainda casos específicos onde o cliente fica muito tempo fora de casa e não tem como receber o produto, sendo mais cômodo buscar o pedido em algum ponto de coleta. Portanto, esse tipo de serviço pode muito bem ser uma vantagem competitiva para lojas virtuais em breve.

E então, gostou de conhecer as tendências de e-commerce? Aproveite esta oportunidade e siga nosso LinkedIn para conhecer nossas novidades. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Quer receber conteúdos exclusivos para alavancar seu negócio?

Preencha o campo abaixo e receba direto em seu e-mail novidades do mercado para sair na frente dos seus concorrentes. 

Seu cadastro foi realizado com sucesso!