Cibersegurança: conheça as principais ameaças futuras

A tecnologia e a era da informação transformaram a maneira como as empresas trabalham. Afinal, por meio delas surgiram avanços significativos, principalmente quando falamos em inteligência e produtividade nos negócios.

Tudo isso está acontecendo graças às principais evoluções dos sistemas de informação.

Porém, se antes a maior preocupação de qualquer empresa estava relacionada ao comprometimento do seu patrimônio por meio de desastres e acidentes que pudessem atingir sua estrutura física, hoje ela está na segurança e integridade de suas informações de negócio e mercado.

Por isso, garantir a segurança de qualquer informação é essencial para a sobrevivência de qualquer negócio, em especial os sistemas que armazenam as que estão relacionadas à toda inteligência do negócio.

Obviamente que com esse cenário começaram surgir as chamadas ameaças cibernéticas, que são ataques criminosos com o objetivo de obter informações privilegiadas da empresa de forma ilegal.

Portanto, vamos falar um pouco mais sobre as principais ameaças relacionadas a cibersegurança para o ano de 2017. Acompanhe.

1. Internet das coisas

A internet das coisas vem trazendo o que chamamos de “superconectividade” para a vida das pessoas e das empresas. Por meio dela é possível combinar diferentes aplicações que envolvem inteligência e automação.

A grande questão é que como isso é tudo muito novo, a maioria dos dispositivos e aplicativos estão sendo projetados sem segurança, podendo ser facilmente invadidos por hackers.

Dessa forma, a segurança das informações das empresas pode estar em risco, visto que há uma real possibilidade de que elas caiam nas mãos dos cibercriminosos.

2. Ransomware

O ransomware é um tipo de ataque que vem crescendo muito. Basicamente ele funciona por meio da criptografia de arquivos importantes, tornando-os inacessíveis. Dessa forma os cibercriminosos cobram um valor de “resgate” para descriptografá-los.

Tradicionalmente, esses ataques surgiram via e-mail, porém a tendência é que outros canais também sejam explorados.

Por isso, o ideal é lidar com a prevenção e também com a proteção em tempo real, por meio de backups e monitoramento constante do ambiente digital.

3. Mobilidade

O crescimento da mobilidade aumentou absurdamente no mundo após a adoção dos smartphones e outros dispositivos móveis terem crescido no cotidiano das pessoas e também no ambiente corporativo.

Isso está obrigando as empresas a guardar cada vez mais suas informações na nuvem e permitir que seus colaboradores as acessem fora do escritório de qualquer dispositivo.

Portanto, essa realidade está exigindo a implementação de práticas para lidar com esses diferentes tipos de acesso a partir de vários locais, fazendo com que o departamento de TI invista cada vez mais em um monitoramento dos acessos que seja cada dia mais eficiente.

4. Big Data

A utilização de ferramentas de mineração de dados em grande escala — Big Data — se tornou algo comum e rotineiro no dia a dia dos negócios.

Por esse motivo, brechas de segurança podem existir quando essa atividade estiver sendo realizada.

Esse tipo de trabalho está exigindo profissionais de segurança da informação cada vez mais qualificados, principalmente os que são especializados em cibersegurança.

E então? Tem mais alguma sugestão de ameaça à cibersegurança para 2017? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *