Como fazer uma boa análise de dados empresariais?

Mais do que somente lidar com padrões numéricos, a análise de dados empresariais é a prática de fomentar a mudança em um contexto de negócios por meio da definição de necessidades e da recomendação de soluções que possam agregar valor à sua empresa.

A importância da análise de dados empresariais para a gestão

A análise de dados empresariais é utilizada para identificar, articular e facilitar mudanças relevantes no funcionamento das organizações. Sua importância reside na definição de soluções que maximizem o valor gerado e entregue por sua empresa.

A análise de dados empresariais deve envolver desde a definição de estratégias específicas até a criação da arquitetura corporativa, avalizando os projetos e oferecendo suporte para otimização constante da tecnologia, dos procedimentos e da gestão de performance da sua empresa

A seguir, apresentamos algumas dicas que poderão auxiliá-lo na análise dos dados de sua empresa:

Elabore bem as perguntas antes de iniciar a análise

Uma análise de dados nunca é realizada aleatoriamente. Isso significa que sempre há um objetivo a ser alcançado quando um profissional se debruça sobre os dados de sua empresa. Dito de outra forma, há sempre uma pergunta a ser respondida em uma análise de dados empresariais.

Sendo assim, o ideal é que você comece estabelecendo uma questão possível de ser respondida. Ou seja, ela deve ser mensurável, clara e concisa. Projete perguntas que possam tanto qualificar quanto desqualificar potenciais soluções para cada problema ou oportunidade que deseja explorar.

Defina prioridades claras em suas métricas

Estabelecer suas prioridades é fundamental, sobretudo antes da fase de coleta de dados, por que as métricas que utilizar poderão desacreditar sua análise mais tarde.

Para que sua definição de prioridades seja o mais clara possível, você deve levar em conta elementos importantes, tais como o prazo de medição (custos anuais, custos trimestrais, etc.), qual unidade de medida será usada (dólares, reais, etc.), os fatores que serão incluídos (por exemplo, apenas o salário mensal de funcionários ou salário mais custos empregatícios, etc.), entre outros.

Economize tempo na coleta de dados

Com suas perguntas e prioridades de medição claramente definidas, determine quais informações podem ser coletadas dos bancos ou fontes que você já dispõe e colete esses dados primeiro.

Estipule um sistema de armazenamento e identificação de arquivos para ajudar os demais profissionais de sua empresa a colaborar. Esse processo economiza tempo ao impedir que os demais membros de sua equipe coletem repetidas vezes a mesma informação.

Mantenha um registro (log) com as datas de coleta de dados e as fontes de origem (incluindo qualquer normalização de dados que, porventura, tiver sido executada).

Realizar este procedimento será crucial caso você precise validar e/ou fundamentar suas conclusões de negócios no futuro.

Utilize ferramentas de análise que ajudam a interpretar os dados

Comece manipulando seus dados de diversas maneiras: desenhe gráficos, encontre correlações, crie tabelas dinâmicas no Excel, etc. Estas últimas permitem classificar e filtrar dados por diferentes variáveis, além de calcular a média, o máximo e o mínimo desvio-padrão de seus dados.

Esta análise de tendências, correlações, variações e outliers pode ser facilitada com a utilização de ferramentas como RStudioSci-kit learn, ou o nosso Uberdata  — todas são excelentes softwares para análise avançada de dados empresariais.

Entretanto algumas vezes o bom e velho Microsoft Excel é o melhor primeiro passo na análise de dados empresariais para fundamentar a tomada de decisões em uma empresa.

Gostou do nosso artigo? Já implementou algumas dessas práticas ao analisar os dados do seu negócio? Então, assine nossa newsletter e esteja sempre atualizado sobre o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *